sábado, 22 de março de 2014

O que for pra ser, vigora, deixei estar, eu sei que é

Há uma estranha força externa e maior que impulsiona os fatos e me retém tentativas. Uma estranha força que supera tudo e qualquer vontade, mostrando o sei lá se chamo de certo, mas o que deve ser. E o que deve ser feito essa força faz, e assumi que não posso com ela. É uma estranha força que não me diz onde ou quando, sim ou não, mas que por vezes até trai a lógica e me faz crer que sim, ela é mais forte que tudo, e que sim, o que é, de fato é, e o que for pra ser, será, por mais que tentemos pelas curvas do caminho, o destino é único e certo, e o mesmo. É dessa força que falo. Isso é destino. Quer saber? Parei de teimar. Assim que é? Assim será!

Amém.