terça-feira, 3 de dezembro de 2013

Na capela

Fosse talvez o afago nos cabelos
 o beijo negado, traído o coração
 o abraço que davas e receio
- As palavras, as promessas, o que são?

  Ante a cruz o que fizeste na capela
 com um beijo nos olhos de despedida
 escrevemos a fábula mais bela
 E também a história mais sofrida...

   E nadei, morri de repente...
Meu amor, por mais que tente
nada, nada...morre em vão!

 A rubrica posta mais insolente
Haveria de ser teu para sempre
Hoje não mais...o meu coração...