terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Caravela

Minha vida se resume
Em uma perda imensurável
Multirão de 
Abandonos 
e
Estrondos 
de 
Solas de sapato correndo 
de 
Um campo de concentração.
Tortura
Guerra
Paraísos inatingíveis 

Lá na frente 
Um horizonte tão 
Sombrio 
Que não posso querer perto.
A minha vida se resume nisso
Uma caravela sem âncora
Baú sem tesouro 
Um algo vazio
Solitário
Um navio pirata
A seca
Uma agonia.