segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Escrito no mar

E eu não precisava que ela voltasse, precisava apenas que ela existisse. Não, eu não sentia a falta dela, porque bastava estar dentro de mim para sempre.