sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012


E eu prometo: quando me der saudade, quando me der vontade de te ligar, quando eu chorar precisando do seu abraço, quando eu lembrar de como era bom te ver sorrir, quando eu quiser largar tudo para te procurar, eu bato a cabeça contra a parede nove vezes. Machucar iria de qualquer jeito. Eu preciso ser feliz, ou seja, perder a memória.