terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Adoro quando você diz alguma coisa. Qualquer coisa que diga. Adoro tudo o que diz, o que faz, quando me apaixona, quando me machuca. Adoro o jeito que seus lábios expressam as coisas que diz, adoro qualquer coisa boba que seja dita por você. Descanso o rosto na mão e o cotovelo sobre a mesa, fico aqui, adorando tudo. Quando me bate essa saudade, minha vontade é de te ligar para que você diga alguma coisa. Então eu lembro que não nos falamos mais, que não nos adoramos mais, e eu continuo a adorar as coisas que foram ditas. Continuo aqui, na mesma posição, esperando que você venha me dizer alguma coisa boba, alguma coisa linda, alguma coisa louca sem sentido, dessas que adoro tanto, pode ser qualquer coisa porque, sendo de você, eu adoro todas as coisas.