quarta-feira, 4 de maio de 2011

Os olhos tão marrons e claros que pareciam repetir a cena em que o sol brincava no seu rosto naquele degrau da estação de trem. Hoje eu vi o seu retrato, e quando me aproximei para beijá-lo - para ter seus olhos de perto, para enfrentar sua boca mais uma vez - incrível! Veio seu cheiro de cor...