terça-feira, 29 de março de 2011

Um presente do céu para quem me faz voar

Tenho pensado demais em você. É demais porque já beira a torpeza, o vício e a agonia. Na semana passada, quando eu te conheci, você passou a frequentar minha casa, minha mente, minhas artes, meus sonhos. E antes disso começar, antes de saber que você entraria na minha vida, eu podia ter me protegido. Abraçar a mim mesma e permanecer só. Nem tive tempo de ser avisada. Eu não sabia que você entraria na minha vida. Agora que entrou, eu sei que você vai mudar a minha vida. Agora mudou.

Você fez os dias passarem com sabor de sorvetes coloridos, enfeitados, variados de todas as cores e melhores coberturas. Eu que não sei como evitar. Eu que, se soubesse, não ia querer evitar. E muito menos querer querer evitar. Você tem um jeito específico de me fazer doce e forte.Algumas vezes eu era doce e sensivelmente frágil, outras, forte e indiferente. Mas você uniu as qualidades. Parece ser um traço da sua personalidade me fazer feliz, me fazer doce e forte. Até quando estamos longe você consegue me abraçar. E as coisas que diz fazem seus braços envolverem a minha cintura e entrelaçarem as mãos nas costas - fico sem saída - e você me aperta, me tira do chão. A leveza é tanta que por pouco não toquei o céu com a ponta dos dedos. Quase alcancei, e se alcançasse daria para você uma estrela de presente, na boca ou onde quisesse. Um presente do céu para quem me faz voar. Juro, você faz isso só com as palavras.