quinta-feira, 10 de março de 2011

Milagre

Ah, quem me dera esquecer-te
Por um triz, um milagre do tempo
Em que não quisera querer-te
Mas é só um pensamento

Porque se um dia olhares
E não me veres mais aqui
Olha o céu a me achares
Ou enterra-me porque morri

Mais fácil sou eu esquecer
De viver, de sonhar, de sorrir
Mais fácil um anjo morrer
Do que eu não pensar em ti

Se um dia vier a esquecer-te
Que seja só um segundo
Meu bem, se cessei de querer-te
Por certo acabou-se o mundo