domingo, 20 de fevereiro de 2011

Farta desse prosear de lamúrias. E a tal soberana vontade da vida, que faz as pessoas aparecerem e irem embora em lapsos batizados de hora certa. Tá, tá! Você chegou, me ensinou a amar e ser feliz. Por favor, agora fica!