segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Estranha Solidão de Estar ao Seu Lado

Os teus olhos castanhos escurecidos
São retrato perfeito
Da moldura dos teus cabelos lisos
Que me abrem no peito
Entranhas dessa estranha solidão
De estar ao seu lado
Fazendo-me morrer por aquele seu beijo
Que não foi dado
Estranha, louca, insana solidão
Com cheiro de pecado
Dissolve o seu gosto nas minhas veias
E me dá de presente o nosso passado