terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Hoje estou assim. Uma inspiração, uma vontade, uma saudade, uma esperança. Joguei no mar as flores brancas que vão bater na sua porta. Você vai sentir a areia nos pés, felicidade que bate como uma onda. Eu estou assim, esperando. As portas ficarão abertas, meu amor, para o vento da beira da praia invadir, para você entrar de vez na minha vida. Portas abertas, janelas também. Entre com o pé direito, o coração aberto, sem malas prontas. Só você, sem roupa, de corpo e alma.