quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

De repente fez silêncio. Só a voz de uma lágrima que cai. Mas também arde, corrói, perfura. Eu podia ter sido menos delicada, e você...o que dizer de você? Tenho medo de te ferir nessa coisa que explode aqui dentro, porque já te sinto tão perto, e se quero te expulsar da minha vida - corrói, perfura, arde, arranca um pedaço de mim.