domingo, 5 de setembro de 2010

Dor de saudade

Ai que saudade dos teus carinhos!
De deitar em ti...esquecer do mundo...
De voar mais alto que os passarinhos
Sem sair da cama, em sono profundo...

Que falta me fazes ao amanhecer
Procuro-me dentro dos teus braços
E vejo que deixas o amor morrer
Sobrar de vós os estilhaços...

...E da moldura forma um retrato
Que deixo na parede, ali, parado
Só pra me lembrar de não te esquecer...

Se de noite tens o coração machucado
Porque não me encontras mais ao teu lado
Chora, que eu volto...basta dizer...