segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Adoro seus cabelos. Principalmente o cair das pontas obviamente natural, que se espalha e me derrete todo o pensamento. Tento subtrair de seus poros a essência, e quando você sorri, adivinhar seu gosto e a forma de beijar. Pode ser a forma com que eu me sinta mais completa.
Agora, apenas entorpeço e distorço a feição para não demonstrar que sorrio a toda hora quando você está perto. Nem quero, por um milhão de sorrisos, que você perceba o quanto me deixa mais forte. Eu só estou aqui, em pé e parada te vendo nessa cadeira, esperando que a força com que meus olhos te desejam faça sua cabeça, e acabe de uma vez com essa vontade que tenho de você...