sexta-feira, 23 de julho de 2010

Encontro marcado (de dor)

Meus olhos procuram distantes
Um canto onde podes estar
Em prantos, cegos, vibrantes
Procuram por onde te achar

O relógio sempre girando
E vou morrendo por dentro
São poucas voltas por perto
Das que dou em pensamento

Esperando que voltes agora
Na hora que fora marcada
Já vejo um sol lá fora
E ainda espero...cansada...

Uma hora hás de voltar
E ao sofrimento pôr fim
O tempo - ou vai te levar
Ou te fazer morrer dentro de mim