quarta-feira, 25 de março de 2009

Um Amor e a Vida Inteira

Quando estou sozinha, basta-me pensar em ti
Penso em ti e eis um arrepio no corpo inteiro
Quando penso em ti, o coração aquece
O coração aquece por te ter dentro dele
Quando te tenho entregue aos meus braços
Estás em meus braços e o mundo todo é meu
Quando vejo teus olhinhos puros de infante
Teus olhos paralisam o girar da Terra
Quando pousam em mim
Quando tua voz me atinge o peito
Meu peito é aberto a te receber inteiramente
Quando tuas mãos tocam as minhas
Minhas mãos são metade de corpo e metade de alma
Quando digo que te amo
Eu te amo muito mais do que eu digo
És tu o meu amor da vida inteira
És tu o grande amor da vida minha
Hás de ser o meu último amor
E eterno
Ao teu lado sobrevivo ao fogo e ao gelo
À dor e ao pecado
E parto sonhos em pedaços
Caminho por estradas antigas sem serem vistas
Mares cercados de fadas
Planetas onde não se vive
Eu vivo por ti
Morreria por ti
Sou tua
És tu...meu amor eterno!

Laura Vianna